asasdh

Gestão de conflitos: como resolver problemas entre colaboradores?

35313-gestao-de-conflitos-como-resolver-problemas-entre-colaboradores

Sobre gerir pessoas, uma coisa é certa: eventualmente haverá conflitos entre os membros da equipe. Isso é fácil de presumir, já que as pessoas têm personalidades e tomam posições diferentes dentro do ambiente de trabalho. A questão aqui é como realizar a gestão de conflitos de maneira a apaziguar ambos os lados e não desgastar a relação interpessoal do grupo.

Para te ajudar a lidar com situações dessa natureza, trouxemos esse artigo que lhe ajuda a resolver problemas entre colaboradores. Siga a leitura e confira!

Gestão de conflitos enquanto benefício

A gestão de conflitos na esfera profissional não deve ser encarada como uma tarefa desgastante ou desnecessária. É importante compreender, em primeiro lugar, que conflitos não a tem a ver com maturidade, necessariamente. Eles ocorrem porque os seres humanos tem a necessidade visceral de defender seus pontos de vista. A função do gestor, partindo disso, é saber como resolver as situações e, ao mesmo tempo, tirar boas lições em prol do relacionamento entre os membros da equipe.

Resolver conflitos, portanto, não é somente acalmar as pessoas momentaneamente, mas ajudar a solucionar a raiz do problema e fortalecer os laços entre os colaboradores.

Práticas de uma boa gestão de problemas internos

Para que a gestão de conflitos seja bem-sucedida, o gestor deve trabalhar algumas características nele próprio, entre as quais destacam-se:

Ter boa comunicação

A comunicação é a chave para um bom relacionamento. Pode até parecer clichê, mas essa frase tem fundamento. A falta de comunicação pode trazer muitos problemas e ocasionar contendas por mal-entendidos facilmente solucionáveis.

Portanto, ao invés de deduzir que algo ficou claro, esclareça as coisas de fato, fale abertamente e abundantemente com sua equipe.

Focar na solução

Quando algum desentendimento ocorre, a primeira medida, na maioria das vezes, é focar no problema: saber qual foi o erro, o que o ocasionou, quem o ocasionou e por que o ocasionou.

Isso é importante no início, mas perder tempo destacando o problema, por vezes, pode transformar tanto a causa quanto as consequências em algo muito maior do que deveria. Focar na solução, por outro lado, é algo muito mais eficiente que poupa todos do desgaste de uma discussão.

Saber ouvir

Saber ouvir é uma característica de extrema importância e que todo gestor de pessoas deve desenvolver. Antes de tomar qualquer medida ao se deparar com um conflito entre colaboradores, é importante ouvir as partes para não correr o risco de ser injusto.

Dar o exemplo

Saber reconhecer as próprias falhas, desculpar-se, ouvir as pessoas, comunicar-se claramente são exemplos importantes a serem dados. Não importa a hierarquia da empresa. Se essas práticas não começarem pelo gestor, não faz sentido cobrá-las dos colaboradores posteriormente.

Buscar conhecimento

Hoje em dia, há cursos focados em gestão de conflitos, tamanha é a responsabilidade dessa tarefa. Por isso, se você tem dificuldades em desenvolver essa tarefa, procure ajuda com especialistas.

Isso não fará de você um gestor ruim, pelo contrário, o fato de haver a preocupação com oaperfeiçoamento de suas habilidades e características fará de você um gestor por excelência.

Viu como a gestão de conflitos eficiente é possível? Se você gostou deste artigo, também vai gostar de saber como a gestão de conflitos dentro das empresas pode mudar o jogo!

Sem comentários
Postar um comentário