asasdh

Não deixe o vírus da crise se instalar na sua cabeça!

Não deixe o vírus da crise se instalar na sua cabeça!

Há muito anos, uma grande amiga falou uma frase que nunca saiu da minha cabeça: “Antes de tirar uma pessoa da favela, tire a favela da cabeça dela.” Esta semana, vendo as manchetes dos jornais, vendo os comentários de amigos, as publicações no Facebook, pensei… “Meu Deus, a crise está entrando na cabeça das pessoas”.

Os riscos da instalação do vírus da crise na sua cabeça são enormes. Você pode deixar de acreditar. Você pode deixar de levar suas ideias adiante. Você pode adiar seu sonho, sua realização para outro momento. Você pode perder o pique e ficar abatido.

Não deixar o vírus da crise se instalar na sua cabeça não é fazer de conta que nada está acontecendo. É agir para não se deixar ser contagiado por ela. É não deixar de levar suas ideias adiante. É não parar de fazer aquilo que você acredita. É não adiar seu sonho para outro momento.

E o que fazer?

1)Evite pessoas que já estão contaminadas.
Imagine a crise como se fosse uma gripe. Você iria para um lugar cheio de pessoas gripadas? Essas pessoas vão querer paralisar você.

2) Não alimente. Não alimente o cachorro mau. Quando colocamos atenção em qualquer coisa, ela tende a se expandir. Ficar compartilhando coisas sobre a crise piora mais ainda.

3) Pense na crise como uma oportunidade de fazer algo novo. É uma oportunidade de sair da zona de conforto. Tirar a bunda da cadeira. Tocar a velha ideia guardada há anos.

4) Reinvente-se. Crie um produto novo. Crie um processo mais fácil, mais barato, de fazer uma determinada coisa. Transforme o que você faz em algo muito mais interessante e relevante para as pessoas.

5) Busque oportunidades. Talvez seja a hora de vender mais bicicletas para evitar o carro, gastar menos dinheiro com gasolina. Criar janelas inteligentes, que deixem menos calor entrar na casa, precisando de menos ar-condicionado e gastando menos na conta de energia. Vender pratos de comida alternativa. Usando ingredientes menos afetados pela alta dos preços.

É fundamental não se deixar ser levado pelo pensamento comum. Pelas conversas que não levam a nada. Pelos comentários que afetem o seu astral. Não se deixe ser contaminado pelo vírus da crise. É muito mais difícil ser descontaminado depois. Mesmo quando a crise passar, as pessoas que se deixaram contaminar vão ficar com sequelas. Pior: vão perder um tempo no qual poderiam estar fazendo algo interessante.

Lembre-se: você é responsável pela sua energia, sua motivação, sua capacidade de saber aproveitar cada momento de sua vida, e não o governo, a mídia, ou qualquer pessoa. Assuma a sua responsabilidade de criar a vida que você quer.

Comece!

Um grande abraço, de quem quase foi contaminado pelo vírus da crise, mas já estou reagindo, e você?

ANÍBAL VIEGAS

Postar um comentário