asasdh

Aprenda desacelerar e controlar a ansiedade

Tendo que dar conta de tudo, está levando muitas pessoas em um grau elevado de ansiedade.

Às vezes a ansiedade é tão constante que acaba fazendo parte de todas as situações de nossas vidas. Até mesmo aquele simples compromisso social que deveria ser agradável e prazeroso, torna-se um sacrifício. 

Hoje vamos falar de alguns pequenos hábitos, simples e acessível, para desacelerar e controlar a ansiedade.

1 – Reflita sobre “tudo que tem que dar conta”

Existem algumas perguntas que devemos fazer para refletir e começar a controlar a ansiedade: 

– O que é tudo que tenho que dar conta? 

– Preciso mesmo dar conta? 

– E se eu deixar de fazer algo desse “tudo” que tenho que dar conta, o que vai acontecer comigo? 

– O que realmente estou sentindo quando estou ansioso (a)? Quais são os sintomas?

Às vezes estamos assumindo as tarefas e compromissos automaticamente e sequer verificamos se existe alguma forma de assumir menos.

Como por exemplo dividir as tarefas entre os moradores da casa ou então pedir para alguém da equipe verificar se tem algum tempo livre para assumir alguma responsabilidade, por mais pequena que seja, para você.

Você também pode avaliar alguma maneira de reduzir sua jornada, seja em casa ou no trabalho. Respondendo as perguntas iniciais, você pode encontrar respostas que te levarão à um plano estratégico de pequeno, médio ou longo prazo de redução de jornada.

2 – Comente sobre sua ansiedade

A cultura que estamos inseridos exige que sejamos fortes ou, independente da cultura, colocamos os “achismos” em nossas vidas, “achando” que devemos ser fortes e não comentar com ninguém sobre nossas fraquezas.

Comentar com pessoas a respeito do cansaço ou ansiedade que está nos deixando fracos é um passo muito importante e que altera nosso estado de consciência para responsabilidade ou ação.

Isso não quer dizer que tenha que sair “reclamando” para todo mundo que está sobrecarregado ou ansioso. Quer dizer bater um papo sincero e descontraído com alguém ou algumas pessoas que confie e que possam te ajudar de alguma forma, pelo menos, te ouvir sem julgar.

3 – Faça um cronograma de suas atividades 

Mantenha um cronograma diário das tarefas que precisa executar no dia, incluindo as tarefas pessoais e profissionais. Deixe um espaço para imprevistos ou atrasos.

No inicio, observe quanto tempo está dedicando a você e quanto tempo aos outros ou, o que faz exclusivamente para você. Lembre-se que você sempre tem que estar em primeiro lugar! Em caso de despressurização “ coloque a máscara primeiro em você”.

Inclua caminhadas ou alongamentos de 15 minutos por dia, banhos sem pressa, um pequeno momento de oração ou meditação diária e refeições sem interrupção. 

4 – Tenha foco no AQUI e AGORA

Muitas pessoas erram em focar no futuro, sendo que o foco deve ser no aqui e agora. Viva um dia de cada vez!

Sim, temos que ter objetivos e metas para alcançar no futuro, mas entenda de uma vez por todas, que você não pode viver no futuro e muito menos controla-lo. O que você pode fazer é ter controle do que acontece AGORA e lembre-se, tudo é inconstante, então dê o seu melhor AQUI e AGORA.

Se tiver dificuldades para viver no presente, respire profundamente quando sua mente está vagando lá na frente ou em pensamentos estressantes, respire, abra os olhos e volte para o presente naquilo que está fazendo. 

Com o tempo esta prática vai se tornar automática e isso fará com que você tome decisões baseadas no presente e você conquistará o bem-estar e foco durante todo o dia. 

5 – Faça pausas

Estar com você faz com que elimine a ansiedade e consequentemente alcançar o bem-estar.

Reserve 5 minutos por dia, em 5 períodos de 1 minuto e faça pausas para respirar e quebrar estados de uma tarefa para a outra. 

Esforce-se para que os 5 períodos de 1 minuto sejam sempre no mesmo horário, assim você cria o hábito e o mantém diário com mais facilidade.

Os períodos podem ser por exemplo, quando acorda, ao sentar-se na cama, antes de se levantar, respire por 1 minuto.

E também antes ou após as refeições, quando entrar no carro, antes de sair para algum compromisso, dentro do ônibus, antes de iniciar uma reunião ou compromisso, antes de dormir, etc… 

Não se esqueça que este período de 1 minuto é sem fazer NADA mesmo, é um momento para você. Respire fundo e quando os pensamentos virem, acolha e os deixe ir.

6 – Desapegue de sentimentos

Na maioria das vezes estamos sobrecarregados porque estamos apegados a sentimentos de poder, reconhecimento, vaidade, controle, sobrevivência e por aí vai…

Não estamos dizendo que isto esteja errado, apenas queremos alertar para ter consciência destes apegos inconscientes que podem lhe custar muito mais caro, que você sequer tem consciência e que não valem coisa alguma, considerado à sua vida. 

Estes apegos estão normalmente escondidos dentro de nossos valores e crenças. Descubra onde está escondido se perguntando: 

– Faço questão em manter este apego porque é o que mais valorizo? 

Ou 

– Estou carregando este peso mental por acreditar naquilo que hoje não faz sentido algum?

Escolha um desses hábitos para seguir, dedique-se e torne-os constantes em sua vida. São simples e não custam dinheiro algum.

Se você praticar um por mês e transformar em hábito, é certo que em 6 meses você será uma outra pessoa e com certeza estará no mínimo 30% menos acelerado e estará com 0% de ansiedade. 

A Asas_DH valoriza em primeiro lugar a auto liderança, pois acreditamos que sem nos liderar, não conseguimos liderar ninguém.

Quer saber como funciona o processo de auto liderança com Cristina Gomes? Acesse o link: Processo de Auto-liderança para impactar o mundo ao seu redor.

Até breve.

Sem comentários
Postar um comentário