Como liderar a nova geração de colaboradores

Com o passar do tempo, a transformação de crianças em jovens, a pandemia inesperada, os modelos home office e o modelo híbrido de trabalho, começa a se formar uma nova geração, com valores e cultura próprios, trazendo uma nova geração de colaboradores para as empresas e junto à mudança, vêm sempre os desafios.

Os jovens e o novos modelos de trabalho, estão trazendo novas perspectivas e insights sobre as mudanças no mercado consumidor e nem sempre, os gestores sabem como lidar com essas novas formas de pensamento. 

Como incluí-los de forma mais eficiente na sua organização?

Para lhe ajudar com essa tarefa, trouxemos aqui 4 práticas que vão ajudar você a lidar com a nova geração de funcionários. 

1. Dê feedback de forma rápida e constante

“Velocidade” é uma das palavras que melhor define este grupo. 

Se você pretende facilitar a inserção de um colaborador da nova cultura, o melhor que você pode fazer é estar por perto, seja on-line ou presencial. 

Ofereça feedback detalhado e rápido, antes que a associação entre esta nova geração e o trabalho seja perdida. 

Para que este feedback seja claro defina “o que” e “quando” a tarefa precisa ser entregue e como vai acompanhar. O que funciona muito neste caso é perguntar para o colaborador, como ele quer que você acompanhe. 

2. Dê espaço para a criatividade

Essa nova geração de funcionários é consideravelmente mais dinâmica que as outras. Elas não buscam aprender e reproduzir métodos já estabelecidos, mas sim encontrar novas formas de fazer coisas antigas. Nem toda inovação é positiva, mas você deve permitir que ela ocorra antes de dizer que foi ruim.

Os cargos ideais para a maior parte dessa geração são aqueles que oferecem flexibilidade. Ter a oportunidade de solucionar problemas é mais interessante do que apenas reproduzir respostas já conhecidas.

3. Oriente de forma prática e objetiva

Palestras motivacionais e de valores são importantes, mas o foco da nova geração no “aqui e agora” exige que você seja relevante imediatamente. Treinamentos e reuniões que promovam a inclusão desse novo perfil na empresa devem ter orientações práticas, algo que eles possam fazer quando saírem dali.

Dizer a uma equipe para promover comunicação é um tanto vago. Mas dizer que façam uma reunião semanal e discutam X pontos, isso é prático.

4. Não imponha respeito, ganhe

O maior erro de muitos gestores ao lidar com uma nova geração de funcionários é tentar impor as velhas hierarquias. Não é que elas tenham perdido sua utilidade ou seu valor, é que ainda não aprenderam a respeitar você como indivíduo, o que impede um bom relacionamento em equipe.

Muitos desses profissionais veem a si mesmos em pé de igualdade com seus colegas. Isso significa que não é possível ser respeitado apenas por ser o gerente. Você precisa provar seu valor todos os dias, tanto quanto eles.

Com essas dicas, você já deve estar mais preparado para liderar essa nova geração de funcionários. Quer se aprofundar mais no tema? Então veja aqui algumas características de todo grande líder.

7 passos para ter sucesso no trabalho e na vida

“A verdade é que equilíbrio é uma bobagem. É um sonho inalcançável… A busca pelo equilíbrio entre trabalho e vida, como viemos a concebê-lo, não é apenas uma proposta prejudicial; é também dolorosa e destrutiva”.

Keith H. Hammonds

Nada alcança equilíbrio absoluto. Nada!

Uma vida equilibrada é uma mentira.

A ideia de equilíbrio é nada mais do que isto, uma ideia. Na filosofia “o meio termo” é o centro moderado entre polos extremos, conceito usado para descrever um lugar intermediário entre duas posições, mais desejável do que um estado ou outro. É uma boa ideia, mas não muito prática. Idealista, mas não realista. O equilíbrio não existe.

Ouvimos tanto falar no equilíbrio que automaticamente acreditamos ser ele exatamente o que deveríamos procurar. Mas não é. 

Propósito, sentido, significado: é isso que constrói uma vida de sucesso. Busque-os e você, com muita certeza, viverá uma vida desiquilibrada, cruzando repetidamente uma linha divisória invisível conforme persegue suas prioridades. 

Substitua a palavra “equilibrado” por “balanceado”, e tudo fará mais sentido. As coisas que acreditamos terem equilíbrio estão, na verdade, balanceadas. A bailarina é um exemplo clássico. Quando ela se apruma en pointe, pode parecer leve feito pluma, flutuando no ar, o verdadeiro conceito de equilíbrio e graça. Um olhar mais próximo revelaria os pés dela vibrando rapidamente. Fazendo ajustes mínimos para se equilibrar. O contrapeso, aplicado corretamente, dá ilusão de equilíbrio.

Na vida pessoal, estar consciente de suas ações é o ingrediente essencial. Estar ciente de seu espírito e de seu corpo, ciente de sua família e de seus amigos, ciente de suas necessidades pessoais; nada disso pode ser sacrificado se você pretende “ter uma vida”. 

Dessa forma, você não pode jamais esquecer sua vida pessoal por causa do trabalho, nem trocar um por outro. É possível alternar rapidamente entre ambos, e até combinar atividades em torno deles, mas não se pode jamais negligenciar nenhum dos dois por muito tempo. Sua vida pessoal, requer rígido balanço.

Na vida pessoal, nada pode ser deixado para trás. No trabalho, isso é necessário.

Quando você muda a palavra de balanço para prioridade, enxerga suas escolhas com mais clareza e abre o caminho para mudar seu destino. Resultados extraordinários exige que você estabeleça prioridades e atue de acordo com elas. Quando você age segundo sua prioridade, fica automaticamente fora de equilíbrio, dando mais tempo para uma coisa em detrimento de outra.

O desafio, portanto, não se trata de sair ou não da zona de equilíbrio, o que é necessário. O desafio, refere-se a quanto tempo focar cada uma das prioridades, sendo capaz de estabelecer sua prioridades fora do trabalho e tendo clareza quanto ao que é prioritário profissionalmente. Evolve voltar para casa conhecendo suas prioridades por lá, para que você possa, depois, voltar ao trabalho.

Quando tiver que trabalhar, trabalhe, e quando tiver que se divertir, divirta-se. Caminhamos, assim, por uma corda bamba esquisita, mas as coisas não estão em seus devidos lugares quando você começa a confundir suas prioridades.

Trecho extraído do livro “A única coisa” de Gary Keller e Jay Papasan

7 passos para ter sucesso no trabalho e na vida

1- Tenha um “oque” para o mundo

O que você quer para mundo?

Dia desses estava conversando com uma cliente e ela estava com algumas inquietações do que estava acontecendo a sua volta; pessoas que não respeitam suas ideias, equipes que não colaboram, líder que não a entendia, muitos afazeres e nenhuma ajuda; ela estava se revoltando com todos e com o mundo. 

Eu perguntei a ela o que ela queria para o mundo, ela me respondeu: Paz! Eu perguntei novamente: suas atitudes a respeito dos acontecimentos que você está tendo vai trazer paz ao mundo?

Responda para você mesmo: O que você quer para o mundo? E observe se cada atitude do seu dia a dia está congruente e a caminho do mundo que você quer ter.

2 – Tenha auto estima

Auto estima é individual e isolada, ninguém trará autoestima a você sem ser você mesmo. Autoestima está ligada aos seus comportamentos, a sua tranquilidade, a acreditar que você veio ao mundo para fazer melhor.

Cuide de seu corpo, da sua mente. Faça exercícios, medite, ouça músicas que goste, leia livros interessantes, converse com pessoas agradáveis, faça o que gosta, dedique no mínimo 15 minutos ao dia somente a você.

Se você tem autoestima, você contamina o mundo a sua volta e dá exemplos através de seus comportamentos. Ame-se em primeiro lugar e o amor virá até você.

3 – Seja íntegro

Ser integro, não quer dizer ser perfeito. Ser integro é se comprometer e cumprir, é não deixar as pessoas ficar esperando, não falar o que não acredita e muito menos o que não faz. 

Viver de acordo com o que valoriza. Fazer o possível para ajudar educar crianças e respeitar os idosos. Respeitar a ecologia e as condições mínimas da sociedade.

4 – Seja você mesmo

Às vezes buscamos por coisas que não estão no nosso controle, tentando ser o que não somos. Seja você mesmo administrando apenas o que você tem controle, não se aventure em ser quem não é, no que não controla.

Se você consegue controlar, seja autêntico, dê feedbacks honestos, fale o que está sentindo. Não adianta fingir, um dia a máscara cai.

Timothy Gallwey, o pai do coaching, me perguntou em dos treinamentos que fazia com ele, qual era a máscara que eu usava, eu respondi que usava a minha própria máscara, e que não tentava controlar nada, que não estivesse sob meu controle. 

Ele continuou fazendo várias outras perguntas, mais profundas, sobre o significado das coisas que eu fazia, cheguei a dura conclusão que eu não era eu mesma e sim, colocava a máscara de “salvadora do mundo”. Eu tentava controlar todos e tudo, sendo que eu não tinha controle nem de 1% do que eu estava tentando controlar sem ser eu mesma, gastando minha energia em coisas que não controlava. 

Quando eu tive esta consciência, eu me esforço a cada dia para usar a minha máscara natural e ser quem realmente eu quero ser.

Pense se você não está usando alguma máscara que não seja sua e querendo controlar o que você não controla, tenha consciência disso e seja você mesmo.

5 – Tenha coragem

Às Vezes deixamos de fazer algo, falar algo, ter algumas atitudes e perdemos oportunidades que nunca mais voltam.

Existe uma frase de um autor desconhecido que gosto muito “se der medo vai com medo mesmo”

Existem algumas pessoas que admiro muito por sua coragem. Para quem já leu o livro de “Oprah – Uma biografia” descobre que ela conseguiu a maioria das coisas desenvolvendo uma coragem que não tinha; o livro de Stephen R. Covey “O poder da Confiança” prova cientificamente, como ter coragem nos levam inclusive a simplificar tudo.

Temos que ter coragem, inclusive, para ser simples e para conquistar nosso espaço com esta simplicidade.

A coragem não está ligada a poder e sim a ser autêntico e descomplicar o que a vida deixou tão complicada para nós.

6 – Não julgue

As pessoas são criadas em famílias, cidades, países e culturas diferentes. Cada uma tem seu mapa, seu território, seus valores e suas crenças.

Extraia da melhor maneira, o melhor dos outros, sem julgar, sem rotular. Converse com as pessoas para saber o que elas pensam, antes de julgar o que elas estão pensando.

Aparência, também é um grande vilão do julgamento. Certo dia, uma grande executiva, me disse que as pessoas a julgavam por sua expressão facial, ela tinha uma expressão de “brava” mas na realidade, era um doce de Mulher. Como ela sabia que não mudava ninguém, passou a se esforçar para ter uma expressão facial mais suave, incluindo um leve sorriso no rosto, assim as pessoas se aproximavam mais dela e consequentemente confiavam mais.

Temos que acabar com julgamentos por “aparência” e “achismo”, aceitar as pessoas do jeito que são. Assim seremos mais claros e diretos no nosso objetivo, sem dar meia voltas, gastando energia mental e bloqueios com julgamentos.

7 – Seja intenso

Não faça nada mais ou menos, faça intensamente.

Algumas pessoas, principalmente as mulheres, tem o dom natural da intensidade, mas às vezes, se deixa levar por interferências externas que tiram seu vigor e sua força.

Não deixe as interferências externas levar sua intensidade, seja intenso 24 horas por dia.

Desejo que tenha muito sucesso! Grande abraço 

Cristina Gomes 

Visite nosso Instagram para conteúdos como este @asas_dh

Desenvolver Pessoas

Para desenvolver pessoas e talentos, entenda primeiro o que são Reskilling e Upskilling e como colocá-los em prática em sua gestão.

Estamos atravessando por transformações cada vez mais rápidas. O Fórum Econômico Mundial em Davos, através de pesquisa no Future of Jobs, concluiu que 42% das principais habilidades exigidas pelos empregos de hoje vão mudar até 2022. 

A importância de estar preparado para enfrentar desafios tão rápidos e nunca antes imaginados estão mais ágeis e profissionais tem a necessidade de desenvolver as habilidades certas para lidar com o novo, mesmo para que já está empregado ou para quem busca oportunidades de emprego.

Atualmente as palavras não muito conhecidas, quando se trata desse assunto, reskilling ou upskilling podem ser os melhores caminhos.

Derivados da palavra skill, ou habilidade, esses dois conceitos descrevem alternativas de desenvolvimento focados na capacitação e qualificação dos colaboradores.

Reskilling e upskilling são processos vantajosos tanto para o profissional quanto para as equipes e empresas que ele compõe, e também podem ser motivados pelas diferentes partes.

Upskilling e a importância da evolução constante

Quem busca crescimento na carreira de forma constante já está familiarizado com os diferentes níveis de experiência em determinadas áreas de atuação e exige aprendizado e desenvolvimento profissional contínuos.

Neste contexto, o upskilling diz respeito ao processo de aprimoramento das competências e conhecimentos que o profissional já possui na função que desempenha. O foco está na importância de desenvolver habilidades em que já se possui um certo domínio, para aumentar as possibilidades de agregar valor para si mesmo, sua equipe e a empresa da qual faz parte.

As vantagens de investir no upskilling incluem a otimização do tempo gasto nas tarefas desempenhadas, maior qualidade nas entregas e visão mais analítica sobre os resultados.  

Reskilling como oportunidade de reajuste de rota profissional

Na era da transformação digital, novos conceitos, ferramentas e modelos de negócio surgem a todo momento. Essa verdadeira revolução influencia diretamente as habilidades exigidas para as profissões e as necessidades do mercado.

Segundo um estudo da Dell Technologies em parceria com o Institute For The Future (IFTF), 85% das profissões que existirão em 2030 ainda não foram criadas.

Além disso, uma pesquisa realizada pela empresa de consultoria McKinsey & Company identificou que 87% das empresas não possuem o profissional necessário para o futuro e 9 em cada 10 líderes já enfrentam a falta de habilidades em algumas áreas.

O reskilling se apresenta como uma oportunidade de preencher as lacunas existentes no mercado e ainda desenvolver competências dos profissionais que podem ser melhor aproveitadas em áreas diferentes das quais eles atuam. 

Esse método pode ser utilizado por profissionais que desejam mudar sua rota profissional ou ganhar maior versatilidade no trabalho.

Ainda é comum que a própria empresa identifique colaboradores que apresentam características para performar melhor em outras funções e setores da organização, sejam eles novos ou já existentes.

Como aplicar o reskilling e o upskilling na sua empresa

As empresas que trabalham para se manter inovadoras e atualizadas já estão se preocupando com o futuro do trabalho. No centro dessa estratégia estão os profissionais de Recursos Humanos, responsáveis por fazer a ponte entre a organização e seus colaboradores. 

Uma das atribuições dos RHs é justamente o treinamento e desenvolvimento dos demais setores da empresa. Portanto, fica sob sua responsabilidade, juntamente com a liderança dos times, desenvolver um planejamento estratégico para identificar as necessidades e oportunidades de reskilling e upskilling entre os colaboradores.

No entanto, a decisão inicial deve partir do próprio profissional. Dentro ou fora de uma empresa, está em suas mãos a opção de assumir o protagonismo de sua carreira, sabendo o momento de evoluir dentro de sua área de atuação ou até de buscar uma nova direção para seguir.

Quer ter clareza do futuro próximo para sua carreira? Clique aqui e preencha a aplicação para avaliar se este é seu momento para se preparar.  

Qual a relação do autodesenvolvimento com resultados organizacionais

Você sabia que o autodesenvolvimento está diretamente relacionado com o seu desempenho profissional?

Isso mesmo! A partir do momento em que você se conhece melhor, passa a identificar e entender o que precisa fazer para conseguir ultrapassar barreiras e superar seus limites para se desenvolver profissionalmente.

Sua sabedoria pessoal te ajuda a evoluir em sua carreira e em qualquer outro aspecto da sua vida. Esse processo contínuo de autodesenvolvimento lhe permite ainda, se adaptar com facilidade à diversas mudanças que são comuns ao longo da vida.

Ficou interessado e deseja saber mais sobre o assunto? Então continue sua leitura e entenda de que forma o autodesenvolvimento pode contribuir positivamente para seus resultados organizacionais. Confira!

Autodesenvolvimento e resultados organizacionais – Entenda a importância dessa relação

Um profissional que deseja garantir bons resultados em sua carreira, precisa desenvolver habilidades para solucionar os desafios comuns no seu ambiente de trabalho. Para isso, é crucial que ele tenha a capacidade de se autodesenvolver.

Isso porque, aqueles que detêm essa capacidade, conseguem naturalmente sair da sua zona de conforto e buscar por fatos novos que lhe ajudam a crescer e atingir um desempenho cada vez melhor em sua carreira.

Além disso, pessoas com capacidade de autodesenvolvimento também possuem a habilidade de avaliar de forma precisa as exigências de sua profissão, assim como as do mercado de trabalho. 

E é justamente devido a características específicas como esta, que suas chances de alcançar bons resultados organizacionais e ser bem-sucedido na carreira são maiores. Quem se autodesenvolve, também desfruta de outros ganhos em sua vida, como aumento de motivação, maior satisfação consigo mesmo, autocontrole sobre as emoções, mais empatia entre outras coisas.

Como conquistar o autodesenvolvimento

Basicamente, existem algumas formas que você pode adotar para conquistar o autodesenvolvimento e alcançar um melhor desempenho no seu ambiente de trabalho. E a primeira delas é:

·      Não se acomode 

Se você deseja se autodesenvolver para garantir resultados melhores no trabalho ou mesmo em sua vida pessoal, uma das primeiras recomendações é procurar desafios.

Afinal de contas, não tem como a mudança que você deseja acontecer, se continuar fazendo as mesmas coisas e permanecer em sua zona de conforto. Para obter resultados diferentes, você precisa adotar atitudes diferentes.

Sendo assim, procure quebrar padrões e vá em busca de novos desafios para sua carreira ou estilo de vida. Dessa forma, você estará contribuindo para o seu progresso, não só enquanto pessoa, mas também em sua carreira profissional.

·      Faça uma análise sincera sobre si mesmo

O mundo está em constante mudança. E com o ser humano acontece a mesma coisa. Por isso, se você quer atingir o autodesenvolvimento, precisa sair do ponto A e ir para o ponto B.

Mas, antes disso, procure fazer uma análise sincera sobre como está sua vida e o que você almeja para o seu futuro. Além disso, essa autoanálise vai permitir que você veja com mais clareza quais são as suas qualidades. E o que você precisa melhorar para a mudança acontecer na sua vida e carreira.

·      Coloque seus planos em prática

Não fique apenas no mundo das ideias e do planejamento. Procure colocar em prática todas as metas que você traçou e tire seus objetivos do papel.

Você precisa fazer com que eles aconteçam e sejam uma realidade em sua vida. Inclusive, é nesse ponto que muitos preferem procrastinar e acabam falhando no seu autodesenvolvimento.

Não faça parte desse grupo. Se por ventura sentir dificuldade em direcionar seus planos para um autodesenvolvimento ou até mesmo de definir os passos que precisa dar para que isso aconteça conforme deseja, busque ajuda especializada, como o coaching, por exemplo.

Entenda que, independentemente de suas decisões, o tempo continua a correr. Então, busque as mudanças necessárias para garantir a evolução da sua carreira e vida pessoal!

Crie uma rotina produtiva para 2021 com 6 disciplinas simples

Em um cenário tão competitivo como no mercado de trabalho, a produtividade é, sem dúvida, um dos principais fatores para a sobrevivência de qualquer profissional. Porém, muitas vezes nos deparamos com pouco tempo para executar todas as atividades que precisamos e a sensação de improdutividade é quase inevitável. Então a dúvida que surge quase sempre é sobre como criar uma rotina produtiva para 2021.

Se você também se faz esse questionamento, saiba que mesmo diante de uma rotina atarefada e com muitas responsabilidades para cumprir, é possível sim manter sua produtividade em alta. Mas, para isso, você deve aplicar algumas disciplinas. E a primeira delas é:

1. Planeje seu tempo com antecedência 

Uma gestão de tempo ineficiente representa um dos principais vilões da produtividade. Por isso, é importante que você planeje sua rotina de trabalho com antecedência, seja considerando o que precisa fazer no dia ou durante a semana.

Defina a quantidade de horas que irá dedicar em cada tarefa, assim como estabelecer metas diárias. E o mais importante, não deixe de cumpri-las. Do contrário, além da falta de produtividade, você só estará criando mais um problema para sua vida, a procrastinação.

2. Mantenha o seu ambiente de trabalho organizado e aprenda como criar uma rotina produtiva

Ser produtivo é algo que também está associado a organização do nosso ambiente de trabalho. Ao manter o espaço em ordem, você evita desperdiçar tempo, buscando documentos, pastas, relatórios, dados ou qualquer outro elemento que viabilize a sua rotina de trabalho.

Sendo assim, se você quer otimizar tempo e tornar sua rotina mais produtiva, sempre ao final de cada expediente, procure deixar seu local de trabalho organizado. 

Separe as tarefas mais urgentes e demais itens que irá precisar no dia seguinte em um espaço a parte. Assim, no dia seguinte, você já pode iniciar suas atividades priorizando o que é mais importante. E não correrá o risco de deixar alguma pendência.

3. Gerencie as suas pausas

Como ninguém é de ferro, uma pausa no trabalho é sempre necessária, além de ser uma prática produtiva e saudável. Porém, o problema é quando essa pausa se estende por um longo período e as obrigações acabam sendo deixadas de lado.

Então, a terceira dica sobre como criar uma rotina produtiva para 2021 é gerenciar a sua pausa. Ou seja, você precisa definir um tempo de descanso. Assim você pode levantar, relaxar e dar uma conferida nas redes sociais sem peso na consciência.

4. Evite ser multitarefa 

Segundo a pesquisa da American Psychological Association, ficar alternando entre as tarefas ao invés de focar em uma de cada vez, gera um gasto de tempo 40% maior na rotina de trabalho. E embora a sensação seja de dar conta de tudo, na verdade você acaba fazendo as tarefas sem o foco necessário e muitas vezes sem a qualidade que precisa.

Para não cair nesta armadilha, você deve determinar as suas prioridades. E separar um tempo suficiente para concluir cada tarefa, sem alterna-las.  

5. Faça primeiro as tarefas chatas

As vezes precisamos lidar com tarefas não tão agradáveis, porém necessárias. A saída para muitos é ficar adiando e adiando, o que acaba criando espaços para a procrastinação, um hábito que além de ser desestimulante, é totalmenteimprodutivo. E não é isso que você deseja, certo?!

Para que isso não ocorra com você, a dica é que você dê prioridade as tarefas chatas e depois trabalhe nas demais. Ou seja, torne as tarefas chatas a primeira função do seu dia de trabalho.

6. Anote as suas ideias

Sabe aquele momento em que você está trabalhando e do nada surge uma grande ideia na sua cabeça? A tentação é parar tudo que você está fazendo e correr para desenvolve-la certo?

Anotar os rompantes criativos é necessário, mas também pode ser algo improdutivo. Por isso, a dica é que você anote as ideias, mas não pare com as atividades que estavam em andamento. Dessa forma, você pode concluir as suas obrigações no tempo estabelecido e desenvolver suas ideias mais tarde e com mais calma.

Adotando as disciplinas acima certamente você terá condições de melhorar sua produtividade, tanto na vida pessoal, quanto na rotina de trabalho!

Gostou? Deixe seu like ou comentário aqui no blog ou compartilhe outra disciplina que funciona para você. 

3 maneiras para ter mais foco e atenção em 2021

Com a Pandemia, muitas pessoas acabaram ficando sobrecarregadas mentalmente, seja por conta do estresse gerado pelo isolamento social, ou mesmo devido aos problemas e mudanças sofridas na rotina do dia a dia. Diante deste cenário, a dúvida que muitos apresentam é sobre como ter mais foco e atenção nos aspectos mais importantes de nossa vida no ano de 2021.

Se você tem dificuldade para se concentrar em pleno a este momento de incerteza ou então em qualquer outra circunstância, saiba que é possível encontrar espaços em sua rotina que levam a sua mente a um maior período de concentração, reduzindo gradualmente as distrações.

Quer saber como fazer isso? Então continue sua leitura e confira as 3 principais maneiras para ter mais foco e atenção neste ano que se inicia.

1. Priorize os trabalhos que exigem mais atenção

Geralmente nossa capacidade de focar em algo tende a mudar ao longo do dia. Ou seja, existem períodos do dia em que nossa concentração está maior. Por outro lado, existem momentos em que qualquer coisa, por mais simples que seja, já é motivo para distração.

Então, mesmo estando com muitas atividades por fazer, uma excelente dica para ter mais foco em 2021 é buscar executar primeiro as atividades que exigem uma atenção maior de você. Selecione o período do dia em que o seu nível de concentração é maior e faça neste momento as atividades que requerem mais foco da sua parte.

2. Treine seu cérebro e evite distrações

Pesquisas mostram que a forma mais eficiente de ter mais foco e atenção é, após concentrar-se por um determinado período fazendo algo, você deve efetuar uma pausa e somente depois disso voltar a se concentrar no que estava fazendo.

Por exemplo, se você precisa criar um relatório de trabalho dentro de uma hora, ao invés de passar todo esse tempo tentando focar nessa atividade e muitas não ter sucesso, você divide seu tempo em 4 blocos de 10 minutos cada para produzir o relatório. E entre um bloco e outro faz um intervalo de 5 minutos.

Dessa forma, fazendo essa gestão de tempo, você treina seu cérebro para combater distrações. E dá o descanso necessário para que ele consiga ter insights mais intensos e focar no que é de fato importante.

3. Estimule a química do seu cérebro e aprenda como ter mais foco e atenção

Em nosso cérebro existem neurotransmissores capazes de interferir em diferentes aspectos da nossa vida. E no que diz respeito ao foco e atenção não é diferente.

A dopamina e norepinefrina são neurotransmissores que estão diretamente associados ao nosso estado de alerta e concentração. E uma das formas de estimula-los é buscar por inovações no seu dia a dia. Como fazer isso?

Você pode, por exemplo, adotar abordagens de trabalhos diferentes. Ou se preferir pode ainda criar espaços de trabalhos distintos para os diferentes tipos de atividades que você desenvolve.

Em outras palavras, o ideal para saber como ter mais foco e atenção em 2021 é experimentar novas maneiras de fazer as mesmas atividades que você executa no seu cotidiano.

Lembre-se que manter o foco em algo não se trata apenas de conseguir ou não realizar algo. Mas outros fatores também influenciam para o seu bom desempenho, como seu estado de espirito, o ambiente e tudo mais que está acontecendo a sua volta.

Portanto, adote estas 3 maneiras no seu dia a dia e maximize o seu foco e atenção, garantindo uma melhor performance. Tanto no âmbito pessoal quanto profissional!

Gostou do post? Então aproveite para conferir também o artigo sobre como criar um melhor normal para sua organização!